Na simplicidade do servo o Senhor faz a obra…

Quem sou eu?

Quem somos nós?

Por mais impotentes, por mais insignificantes que somos, ainda que sejamos apenas um na multidão, não podemos estar indiferentes do poder que há em nós, poder este que poderá fazer toda uma diferença no contexto em que vivemos.

A transformação do mundo começa em nós.

Se estivermos conscientes de que algo muito especial poderá ocorrer em nossas vidas, e que assim acontecendo, teremos um papel transformador na sociedade em que vivemos, então vamos perceber de que não somos tão impotentes como pensamos.

Como isso é possível?

A fim de que possamos entender esse processo, vamos ter como exemplo a pessoa de Jabez, de quem não se pode falar muito, pois pareceu ser alguém sem muita expressão no contexto bíblico.

Seu nome aparece em meio a muitos outros descendentes de Judá, sendo que sabemos apenas que fora mais ilustre do que seus irmãos, cujo nome significava em hebraico,  “aquele que causou dor”, aquele que proporcionou muita dor à sua mãe ao nascer.

O fato de ser mais ilustre que seus irmãos, não fez dele um herói, ele não foi destacado como um Moisés, um Davi, um Salomão, mas imagina-se que fora mais ilustre que seus irmãos por ser alguém que na sua simplicidade, em sua humildade, ele fora uma pessoa de oração.

Pois a única atitude de Jabez relatada na bíblia foi de que ele fez uma oração.

“E foi Jabez mais ilustre do que seus irmãos; e sua mãe deu-lhe o nome de Jabez, dizendo: Porquanto com dores o dei à luz. Porque Jabez invocou o Deus de Israel, dizendo: Se me abençoares muitíssimo, e meus termos ampliares, e a tua mão for comigo, e fizeres que do mal não seja afligido! E Deus lhe concedeu o que lhe tinha pedido”. 1ª Crónicas 4:9,10

Com certeza esta não foi uma simples oração, assim também, podemos dizer que apesar de não ser mencionado mais nada sobre o homem Jabez na bíblia, ele não passou desapercebido, ele deixou o exemplo de que podemos marcar o mundo com a nossa simplicidade, com a nossa pequena participação.

Através da vida de Jabez, Deus revela que a nossa participação no mundo ficará registrada,  e aquilo que fizermos ou formos, poderá cooperar para que outras pessoas possam ser tocadas em suas vidas, se Deus participar da nossa vida, se formos alvo do querer e do agir poderoso de Deus, ainda que seja um simples gesto, um pequeno momento da nossa vida, poderemos ser exemplos para todos que nos conhecerem.

Na galeria de exemplos e heróis da fé de Deus, estão pessoas através das quais Deus se fez presente, pessoas que provaram da graça e da misericórdia de Deus.

Nem todos foram grandes personagens, ocupantes de cargos e funções de destaque na sociedade, nem todos foram reis, nem todos foram profetas ou lideres, muitos desses exemplos foram pessoas que na sua simplicidade revelaram os grandes segredos de uma vida vitoriosa e abençoada por Deus.

Jabez através da sua oração, ele se mostrou como alguém que desejava apenas ser abençoado por Deus, confiando que o seu Deus sabia do que ele precisava, assim como, do quanto ele poderia fazer com a sua vida, com tudo aquilo que receberia das mãos de Deus.

Ele não se preocupa em relacionar a Deus as coisas que ele acha que Deus deveria dar-lhe, ele apenas pede que Deus o abençoe, e que alargue os termos de sua vida, as divisas do seu viver.

O que isto representava?

Representava que ele estava disposto a assumir maiores responsabilidades, pois desde que Deus alargasse suas divisas, ele tinha consciência de isto representava mais compromisso com Deus, mais deveres como mordomo de sua vida e consequentemente mordomo de Deus.

A simplicidade do homem em buscar a Deus, a humildade do homem em confiar a Deus o seu destino, fará com que Deus revele todo o seu poder e glória.

Através da humildade e simplicidade de vida do servo, Deus o exalta e o coloca na galeria dos heróis da fé.

Assim sendo, devemos desejar de forma simples e humilde, que Deus nos abençoe e alargue nossas divisas, reconhecendo que, só poderemos ser bons servos, bons mordomos de tudo o que recebemos de Deus, se a mão do Senhor estiver sobre nós.

Por estar consciente dessa realidade, Jabez orou dizendo:

“…se a tua mão for comigo…”

Que o Senhor nos abençoe…

Amem!

About these ads

About this entry