A MISSÃO DO SERVO

Aprendendo com Moisés

A MISSÃO DO SERVO

O chamado de Moisés começou com o encontro dele com Deus numa experiência de relacionamento. (Êxodo 3.1-6).

Experiência que provoca decisão –

1 Moisés estava pastoreando o rebanho do seu sogro Jetro, sacerdote de Madiã. Levou as ovelhas além do deserto e chegou ao Horeb, a montanha de Deus.
2 O anjo de Deus apareceu a Moisés numa chama de fogo do meio de uma sarça. Moisés prestou atenção: a sarça ardia no fogo, mas não se consumia.
3 Então Moisés pensou: “Vou chegar mais perto e ver essa coisa estranha: por que será que a sarça não se consome?”
4 Deus viu Moisés que se aproximava para olhar. E do meio da sarça Deus o chamou: “Moisés, Moisés!” Ele respondeu: “Aqui estou”.
5 Deus disse: “Não se aproxime. Tire as sandálias dos pés, porque o lugar onde você está pisando é um lugar sagrado”.
6 E continuou: “Eu sou o Deus de seus antepassados, o Deus de Abraão, o Deus de Isaac, o Deus de Jacó”. Então Moisés cobriu o rosto, pois tinha medo de olhar para Deus.

Deus fala a Moisés de forma clara e convincente.
(Êxodo 3: 7-10)

Objectivo da missão –

7 Deus disse: “Eu vi muito bem a miséria do meu povo que está no Egipto. Ouvi o seu clamor contra seus opressores, e conheço os seus sofrimentos.
8 Por isso, desci para libertá-lo do poder dos egípcios e para fazê-lo subir dessa terra para uma terra fértil e espaçosa, terra onde corre leite e mel, o território dos Cananeus, Heteus, Amorreus, Ferezeus, Heveus e Jebuseus.
9 O clamor dos filhos de Israel chegou até mim, e eu estou vendo a opressão com que os egípcios os atormentam.
10 Por isso, vá. Eu envio você ao Faraó, para tirar do Egipto o meu povo, os filhos de Israel”.

Ênfases da Missão –

a) O clamor do Povo é ouvido por Deus.
b) Deus vem ao encontro do Povo sofrido e condenado,
c) Deus tem como objectivo Libertar ” Sarar ” Conduzir para uma Terra Prometida.

Ênfase de Moisés (A pessoa chamada por Deus) –
1. Moisés foi, primeiro, um adorador, e depois chamado e enviado por Deus como o líder libertador do seu povo (Actos 7.35-37).

35 Assim, aquele Moisés que os israelitas haviam renegado, dizendo: ‘Quem o nomeou chefe e juiz?’, Deus o enviou como chefe e libertador, por meio do anjo que tinha aparecido a ele na sarça.
36 Foi ele que os fez sair do Egipto, realizando sinais e prodígios no Egipto, no mar Vermelho e durante quarenta anos no deserto.
37 Esse é o Moisés que disse aos israelitas: ‘Deus suscitará entre os irmãos de vocês um profeta como eu. ‘

2. Não se ofereceu para fazer alguma coisa para Deus e para o seu povo, mas submeteu-se ao Senhor em adoração; por isso os sinais e prodígios procediam de Deus, glorificavam a Deus e abençoavam o povo.

3. Com as experiências dele aprendemos que tudo coopera para o nosso bem (Romanos 8.26) e nos prepara para sermos bênçãos nas mãos do Senhor (Génesis 50.19-21).


About this entry