15ª Meditação “Servir, uma escolha espontânea”

“Porém, se vos parece mal aos vossos olhos servir ao SENHOR, escolhei hoje a quem sirvais; se aos deuses a quem serviram vossos pais, que estavam além do rio, ou aos deuses dos Amorreus, em cuja terra habitais; porém eu e a minha casa serviremos ao SENHOR”. Josué 24:15

O Deus ao qual a Igreja deve servir, é o Deus que tem olhos voltados para a família, e todo o seu plano de bênção busca abençoar a comunhão entre as pessoas, fazer com que os seus servos vivam em uma comunhão familiar.
A Igreja de Cristo é identificada como um corpo vivo, sendo que esse corpo deve viver em comunhão familiar.
Quando Deus chamou Abraão para sua missão, disse-lhe que através do seu servir, abençoaria todas as famílias da terra.
A Igreja de Cristo deve ter como alvo o fortalecimento das famílias, pois o plano de salvação de Jesus é um plano que visa salvar a família. Se a família é a ênfase do Senhor em seu plano, o serviço dos servos devem ter este mesmo objectivo. Quando nos dispomos a servir a Deus, devemos desejar que a nossa família também o sirva. Foi assim com Josué, ao tomar a decisão por servir, ele a tomou como família, pois quando Deus usa a família toda em sua obra, o lar é edificado e a família será abençoada.

O servir a Deus deve ser em espírito familiar.
“”Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e a tua casa”. Actos 16:31


About this entry