A Oração do Servo … Parte 2

Em sua oração ao Pai, registrada em João 17, o Senhor Jesus nos mostra que existe apenas uma forma de glorificarmos ao Pai.
Ele revela que não podemos glorificar ao Pai sem que o sirvamos com as nossas vidas.
Muitos de nós, participamos da Igreja de Cristo assumindo responsabilidades através de cargos, fazemos muitas coisas que até colaboram para o crescimento da Igreja, e muitas vezes somos reconhecidos como “grandes servos” pelos nossos irmãos.

Será que tudo o que fazemos está glorificando ao Pai?

Jesus disse: “Manifestei neste mundo a tua glória, pois cumpri a missão de que me encarregaste”. Vs. 4

Glorificar a Deus representa em primeiro lugar, identificar a vontade de Deus para a nossa vida, entender o nosso papel na missão determinada por Deus à sua Igreja.

Querer fazer, nem sempre é o querer de Deus para nós.

O bom servo é aquele que se preocupa em saber qual a vontade de Deus para sua vida, e busca fazer tudo para que o plano de Deus se cumpra na vida da Igreja. O bom servo não faz somente o que lhe da prazer, o que lhe beneficia, o que revela seu potencial.

Tudo quanto lhe vem a mão para fazer, é aceito como um ministério de glorificação a Deus, os resultados são para revelar o poder, a glória e a majestade do Senhor.

Para que a glória do Senhor se manifeste, é preciso que a nossa humildade cresça, devemos agir como o apostolo João no passado:

“É necessário que ele cresça e que eu diminua”. João 3:30

Como servos de Deus, devemos seguir o exemplo de Jesus e orar com esse propósito:

“Manifestei neste mundo a tua glória, pois cumpri a missão de que me encarregaste”.

Amem!


About this entry