A Oração do Servo… Conclusão

Jesus encerra sua oração de forma a rogar pela unidade dos seus servos.

Ele roga pelos seus servos, não somente aqueles que estavam com ele naquele momento, mas para todos que viriam a aceitá-lo como Senhor e Salvador pessoal, nós que nos dias de hoje amamos a Jesus e o servimos pela fé.

Veja o zelo e amor de Jesus ao ouvir sua oração: “Não te peço apenas por eles, mas também por aqueles que acreditarem em mim por meio da sua pregação”. Vs.20

Alguém neste mundo se preocupa conosco, como Jesus se preocupa?

Hoje temos ouvido uma pregação pela “União dos Servos” de Jesus, mas na prática temos visto que em meio a essa união, não tem havido uma unidade no servir. Cada um deseja servir à sua maneira, criar a sua própria comunidade cristã, os servos atuais não se preocupam em vencer a batalha espiritual em unidade para com os princípios básicos do evangelho.

Enquanto isso Jesus esta orando: “Peço-te para que todos eles vivam sempre unidos. Pai, que eles estejam unidos a nós, como tu estás a mim e eu a ti. Desta maneira o mundo há de acreditar que tu me enviaste”. Vs. 21

Hoje vemos que o mundo está desacreditado dos servos de Jesus, da Igreja de Cristo. Por qual razão?

Como alcançar a verdadeira unidade entre os servos de Cristo?

Há somente uma forma de vivermos em unidade real como filhos de Deus.

É deixando Cristo viver em nós como Senhor absoluto, é sermos humildes a ponto de reconhecermos que dependemos de Cristo e dos irmãos, pois não é possível os membros de um corpo vivo andarem separados uns dos outros.

Orou Jesus: “Eu vivo neles e tu vives em mim. Deste modo a sua união será perfeita. E o mundo há de saber que tu me enviaste e que os amas como a mim”. João 17:23

Que possamos viver em unidade, ligados pelo verdadeiro amor de Deus, a fim de que o mundo conheça a Jesus como Senhor e Salvador.

Amém!


About this entry