Servo que serve sem ouvir ou ouve para servir?

Na verdade, todos os servos sentem alegria em poder servir, em fazer muito na obra do Senhor, porém, é preciso saber como fazemos e porque fazemos.
Alguém poderá dizer que tudo é importante, ou que não há tempo a perder na obra do Senhor.
É verdadeiro que o tempo é curto, passa rapidamente, assim como também é verdade que a missão do servo é muito importante.

Quando Jesus visitou Marta e Maria, ficou claro que ambas tinham uma única preocupação, a de atender ao Senhor com muito carinho, da melhor maneira possível.

Porém, a interpretação delas quanto a forma de atender melhor ao Senhor era diferente uma da outra.
Para Maria, a melhor forma de atender a Jesus, era apresentar-se diante dele disposta a ouvi-lo, saber dele as orientações para sua vida de serva.
Para Marta, a melhor forma de impressionar a Jesus era apresentar-se como alguém que estava atarefada, fazendo aquilo que era importante para o momento.

Veja a narrativa de Lucas capítulo 10:

“E aconteceu que, indo eles de caminho, entrou Jesus numa aldeia; e certa mulher, por nome Marta, o recebeu em sua casa; E tinha esta uma irmã chamada Maria, a qual, assentando-se também aos pés de Jesus, ouvia a sua palavra. Marta, porém, andava atarefada com muitos serviços; e, aproximando-se, disse: Senhor, não se te dá de que minha irmã me deixe servir só? Dize-lhe que me ajude”. Vs.38,39

Marta pergunta a Jesus se ele não se dava conta de que ela estava a servir sozinha.

No entender de Marta, sua irmã não estava servindo.
Será que servir representa não ter tempo para assentar-se aos pés do Senhor?

No que consiste de fato servir ao Senhor?

Jesus responde: “E respondendo Jesus, disse-lhe: Marta, Marta, estás ansiosa e afadigada com muitas coisas, mas uma só é necessária; E Maria escolheu a boa parte, a qual não lhe será tirada”. Vs. 41,42

O exercício do servir ao Senhor é constituído de muitas etapas, sendo que algumas são consequências de outras. Para que alcancemos bons resultados em nosso serviço a Deus, devemos saber identificar quais são as melhores etapas, aquelas que nos servem como base para um servir exemplar e agradável ao Senhor.

No caso de Maria, ela escolheu a boa parte, aquela que iria fazer dela uma serva exemplar. Assim como foi com Maria, o nosso serviço diário ao Senhor deverá ter início com um tempo assentado aos pés do mestre Jesus, a fim de ouvir dele tudo quanto precisamos para moldar nossa vida de servos.

Na obra do Senhor, os melhores servos serão aqueles que antes de virem cumprir suas responsabilidades perante Deus, perante a sociedade e nos momentos de cultos como membros da Igreja, dedicam um tempo a sós com Jesus, assentados aos pés do Mestre, consagrando suas vidas e aprendendo com sua Palavra.

Antes de fazer é preciso ouvir do mestre Jesus o que fazer e como fazer!

Amem!


About this entry