O servo que sabe cultivar a esperança…


A esperança não se renova por si mesma, ela é cultivada.

É tão bom e agradável estar ao lado de uma pessoa que se mostra esperançosa, suas palavras e o seu comportamento são como um agente motivador para quem está ao seu lado.

O que faz de um servo uma pessoa esperançosa?

A esperança que todos precisam ter como agente motivador para a sua vida, deve ser cultivada diariamente, como se fosse uma pequena flor.

Todo servo de Deus, que se presta a servi-lo com dedicação, está sujeito a passar por momentos onde sua alma necessitará de um refrigério, de uma renovação para sua esperança, assim como a flor precisa do sereno noturno e da chuva de verão.

A chuva representa alegria para flor, a qual põe-se a brilhar, atraindo com seu brilho os olhares daqueles que a observam no jardim.

Da mesma forma, a esperança será o brilho dos olhos de todos os servos que se mostram confiantes no seu viver, e através de seu brilho e alegria por viver, eles atraem pessoas para junto de si, pessoas que buscam nele a renovação de suas vidas.

O apóstolo Paulo diz:

“Alegrai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração;…” Romanos 12:12

Nesta palavra o servo encontra o segredo para cultivar sua esperança, este segredo está baseado em ser um servo que se presta a agir como um jardineiro a cultivar o seu jardim.

O brilho e a beleza da flor são resultados de uma ação cultivadora e cuidadora  por parte do jardineiro e de Deus.

É certo que Deus é quem dá o sereno e a chuva de que tanto precisam as flores, mas é certo também, de que o jardineiro tem de fazer a parte do cultivo, do preparo, da manutenção do terreno do jardim.

No cultivo da esperança, o servo deve fazer a sua parte, a qual é revelada por Paulo no texto.

Cabe ao servo exercer três importantes ações: “alegrai-vos” , “sede pacientes” , “sede fiéis”.

Qual o motivo dessa alegria?

Ser paciente em quais momentos?

Ser fiel em que?

O cultivo da nossa esperança somente poderá ser feito de forma correta, se forem observadas essas três açôes, se encontrarmos respostas certas para essas três perguntas.

Com certeza os momentos de aflição nos cercam naturalmente neste mundo, a cada instante somos surpreendidos por uma aflição, Jesus já falara sobre isto aos seus discípulos no passado:

“Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo”. João 16:33

Mas em meio a essas aflições, temos a nossa esperança, a qual deve estar firmada na promessa de Jesus, e essa esperança dever ser cultivada com a alegria por termos a Jesus como nosso Salvador.

Essa alegre esperança deve ser cultivada através da fidelidade a oração, pois é através da oração que demonstramos nossa esperança no Senhor Jesus, através dela abrimos nosso coração e lançamos sobre Jesus o nosso fardo.

A resposta à oração do servo que espera no Senhor, é como o sereno e a chuva de verão que caem sobre a flor.

Ser alegre na esperança, ser paciente na aflição, ser fiel à oração, é como deixar-se banhar pelo sereno e pela chuva de benção que somente o Senhor pode dar.

Amém!


About this entry