Faltam servos bons e fieis…


Para saber se faltam servos fiéis no mundo nos dias de hoje, é precioso entender bem o que é ser servo fiel em conformidade com a bíblia e com os ensinos de Jesus.

Será que o conceito que temos de servo fiel se encaixa no pensamento de Jesus?

A carência de servos fiéis no mundo já não é de agora, pois muito tempo atrás, antes mesmo de Jesus ter vindo ao mundo, o salmista Davi já sentia falta desse tipo de servo.

Davi clama a Deus por servos fiéis.

“Salva-nos, Senhor, porque faltam os homens bons; porque são poucos os fiéis entre os filhos dos homens”. Salmo 12:1

O salmista sente a falta de homens bons.

Creio que aqui encontramos uma definição para servo fiel.

O servo fiel deve ser um homem bom.

Jesus classifica o servo fiel como sendo um servo bom : “E o seu senhor lhe disse: Bem está, servo bom e fiel. Sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor”. Mateus 25:21

Servo bom é aquele que é revestido de uma qualidade naturalmente adequada, satisfatória, cheio de misericórdia, um homem caridoso.

Assim era Barnabé :

“Porque era homem bom e cheio do Espírito Santo e de fé. E muita gente se uniu ao Senhor”. Atos 11:24

Assim também foi com o  Bom Samaritano da parábola de Jesus, um homem sincero em sua fé, em sua forma de ser e agir.

Nos tempos de Davi, e em especial nos dias de hoje, faltam servos bons com essa predisposição, com esse perfil caridoso.

Vivemos um tempo em que os servos se dizem servos de Jesus, mas vivem uma vida em falsidade, não se dando conta do próximo que está ao seu lado, não exercendo um ministério de amor e servidão, insensíveis ao clamor da humanidade.

Assim expressou o salmista: “Cada um fala com falsidade ao seu próximo; falam com lábios lisonjeiros e coração dobrado”. Salmo 12:2

O mundo, a igreja de hoje, é composta por muitos servos que são servos de si mesmos, pois estão buscando a Deus para se servirem dele, estão lendo a bíblia em busca de promessas para si mesmos, estão realizando a obra de Deus conforme suas necessidades e desejos próprios.

Enquanto isso, Jesus diz:

“Porque o Filho do homem também não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate de muitos”. Marcos 10:45

“Pois qual é maior: quem está à mesa, ou quem serve? Porventura não é quem está à mesa? Eu, porém, entre vós sou como aquele que serve”. Lucas 22:27

Enquanto vivemos para nós mesmos, a palavra de Deus nos exorta a vivermos para os outros, em favor de outros, servindo ao Senhor, servindo à Igreja.

“Não sejais vagarosos no cuidado; sede fervorosos no espírito, servindo ao Senhor; …” Romanos 12:11

“Porque vós, irmãos, fostes chamados à liberdade. Não useis então da liberdade para dar ocasião à carne, mas servi-vos uns aos outros pelo amor”. Gálatas 5:13

“Levai as cargas uns dos outros, e assim cumprireis a lei de Cristo”. Gálatas 6:2

Não podemos entender o ato de servir como sendo apenas participar de um tempo devocional, de um estudo bíblico, de um programa de culto, ser membro de um conselho que administra uma instituição, pois servir é vida, é praticar atos de ajuda e intercessão comunitária, pois Deus nos fez família, nos fez povo, uma nação especial.

Nossa forma de viver deverá ser como um agente prestador de serviços, estar pronto a agir em favor de outros, desde um simples propósito de orar por alguém, como a disposição por estar com esse alguém e ajudá-lo de forma concreta.

“Antes sede uns para com os outros benignos, misericordiosos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus vos perdoou em Cristo”. Efésios 4:32

Se olharmos para a vida de Barnabé, vamos aprender o que significa a ser um servo bom e fiel.

“Porque era homem… de bem…”

“Porque era homem… cheio do Espírito Santo…”

“Porque era homem de fé…”

“Por ser assim,… muita gente se uniu ao Senhor”.

Que Deus nos liberte do espírito do egoísmo, pois não vivemos sozinhos no mundo, nem fomos criados para servirmos nós mesmos, mas sim servir uns aos outros e a Deus de forma exclusiva.

Amem!

Anúncios

About this entry